A turma de 2015 do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Cooperativas promoveu ontem, dia 21 de maio, a primeira Assembleia Geral Simulada da Faculdade de Tecnologia do Cooperativismo – Escoop. A atividade, que faz parte da disciplina de Direito e Legislação Cooperativista, ministrada pelo professor Mario De Conto, teve como ouvintes as turmas de 2013 e 2014 do curso de graduação.

Tendo como objetivo trazer a vivência de todo o processo de realização de uma Assembleia Geral, a atividade teve a participação de todos os alunos da turma. Os alunos foram divididos entre diretoria e associados da Cooperativa Agrícola de Porto Alegre (Coopoa), nome criado especialmente para a simulação.

A Assembleia iniciou com a formação da mesa diretiva, composta pelo presidente, Cristian Siqueira, vice-presidente Eliano dos Santos Piagetti, tesoureiro Robson Correa, secretária Eleonora Abreu e coordenador do Conselho Fiscal, Oraide da Rosa Bandeira. Após leitura do edital da Assembleia, foram apresentados aos associados o Relatório de Gestão de 2014, compreendendo a prestação de contas de 2014, o balanço geral, o demonstrativo das sobras e perdas e o parecer do Conselho Fiscal.

Os alunos realizaram todas as etapas de uma Assembleia Geral Ordinária como, por exemplo, a indicação de um presidente “ad hoc” para conduzir as votações dos itens das ordens do dia, eleição dos membros do Conselho Fiscal, a apresentação e aprovação da destinação das sobras ou perdas apuradas, bem como da fixação de honorários da diretoria e da cédula de presença dos membros do Conselho de Administração e do Conselho Fiscal.

Em seguida, em regime de Assembleia Geral Extraordinária, foi apresentada pelo associado que coordenou o comitê, a proposta de reforma estatutária. Em seguida, foi realizado o julgamento de recursos interpostos por associados, em que foi apresentada a situação de eliminação de um associado e colocada em votação. Por fim, a Assembleia foi encerrada com Assuntos Gerais.

Para o professor Mário De Conto, a atividade cumpriu com seus objetivos. Para ele, é importante que os alunos saibam que a ansiedade sempre existirá, mesmo depois da realização de muitas Assembleias.

As dúvidas que apareceram nesse processo todo foram muito importantes, pois os alunos tiveram que pensar a realidade de um processo assemblear.

         -Mário De Conto-

Compartilhar: