O assessor jurídico da Central Sicredi Sul/Sudeste e integrante do Conselho Técnico Sindical da Ocergs, Tiago Machado, falou sobre como o cooperativismo mudou sua forma de se relacionar com o mundo. Dentro de sua trajetória no movimento cooperativo, o advogado contou que teve sua primeira experiência em uma cooperativa de Trabalho, em 1999, quando teve contato com os princípios e valores do cooperativismo. “A cooperativa conseguia fazer esse trabalho de inclusão gerando renda para os associados, mas também pensava no desenvolvimento social dessas pessoas”.

Tiago ressalta que o cooperativismo possui sentido, valor e significado, e que as cooperativas, diferentemente de outros modelos societários de empresas que concentram riquezas em um pequeno grupo, distribuem suas sobras nas comunidades em que atuam, reforçando a participação econômica dos associados que são donos do negócio. “O cooperativismo está comprometido com o desenvolvimento econômico e social dos associados, familiares, colaboradores e comunidade em geral”, afirma.

Segundo o assessor jurídico da Central Sicredi Sul/Sudeste, o cooperativismo é importante tanto como carreira profissional quanto propósito em sua vida. “Quando você entende o que o cooperativismo significa você torna ele um valor da sua vida, pois é um modelo inspirador e capaz de tornar o mundo um lugar melhor para viver”, destaca.

Educação ambiental e cooperativismo

Na sequência, o evento contou com a participação da educadora ambiental da Fundação Aury Luiz Bodanese, Samara Arsego, que atua no eixo socioambiental, buscando a sustentabilidade e a cooperação, realizando o trabalho em escolas com ações que promovem o despertar da importância da conservação e preservação dos recursos naturais, buscando a cooperação e a conexão harmônica com o meio ambiente.

Samara falou sobre a sua admiração e paixão pela zoologia e o meio ambiente, e o quanto o cooperativismo a inspira no dia a dia. “Nós temos que saber viver em sociedade, viver em harmonia com as outras pessoas, com o ambiente em que a gente vive, com os colegas que a gente tem. E eu acredito no cooperativismo, acredito que podemos ser melhores, transformar o mundo num lugar melhor, mas somos nós que temos que construir essa realidade a partir das nossas ações e de uma postura responsável e comprometida com a sociedade”, observa.

Mudança de vida

O Escoop Talk recebeu a gerente de Desenvolvimento de Negócios do Sicredi, Fabiane Lenhart, uma das personagens da terceira temporada da websérie Histórias Reais do Cooperativismo, produzida pelo Sescoop/RS em 2018. A gerente do Sicredi ressalta que o sucesso das cooperativas está ligado diretamente ao bem-estar profissional e social dos seus colaboradores, realidade que ela encontrou na cooperativa de Crédito.

Com passagem pelo sistema financeiro em bancos privados, Fabiane explica que ao entrar no Sicredi e no movimento cooperativo teve uma mudança significativa em sua vida. “Posso fazer o que eu gosto, de acordo com os meus valores de vida, respeitando as pessoas e levando mais em consideração o lado humano e não somente o resultado por si próprio. É importante que o associado não seja simplesmente um número para a instituição, o nosso norteador é que nós tenhamos relacionamento com ele, é que ele seja escutado e atendido na sua necessidade”, explica.

Pesquisa no Cooperativismo

Na sequência, o diretor-geral da Escoop, Mário De Conto, explanou sobre o trabalho da instituição na perenização do ensino e a pesquisa em cooperativismo no Rio Grande do Sul. “A Escoop produz pesquisas de acordo com as demandas das cooperativas do Estado do Rio Grande Sul. Nesse sentido, temos um grupo de pesquisa na instituição que participa de encontros com pesquisadores de todo o Brasil para discussão da governança em sociedades cooperativas”, comentou.

O diretor da Faculdade falou sobre os projetos desenvolvidos com recursos do Fundecoop, que atuam na linha de pesquisa em Gestão e Governança em Cooperativas: Aplicação de Framework para Incentivar a Intercooperação em Redes de Cooperativas Agroindustriais da Cadeia do Leite; Estratégias de Retorno em Cooperativas Agropecuárias e o Processo de Reconhecimento, Mensuração e Evidenciação Contábil; Aprendizagem Interorganizacioanal em Cooperativas; Inovação e Desenvolvimento Tecnológico no Contexto Cooperativista. Além disso, De Conto também enalteceu os as pesquisas científicas financiadas pelo CNPq: Avaliação de Desempenho Econômico-Financeiro para Sociedades Cooperativas sob a Perspectiva da Utilidade para Tomada de Decisão; Cooperativas de Plataforma e Ambiente Jurídico; Sistema de Inovação para Cooperativas – Deivid Ilecki Forgiarini; e o projeto “Memórias de Ouro: 50 ano de trabalho!”, financiado pela Ocergs.

Para o diretor da Escoop, as perspectivas em pesquisa na instituição devem ser observadas pelos alunos. “Para o segundo semestre de 2019, há previsão de bolsas de pesquisa do Sescoop/RS, os alunos devem ficar atentos às possibilidades de aberturas de processos seletivos”.

Escoop Talk recebe alunos da Graduação

Assessor jurídico da Central Sicredi Sul/Sudeste e integrante do Conselho Técnico Sindical da Ocergs, Tiago Machado, falou sobre como o cooperativismo mudou sua forma de se relacionar com o mundo

Escoop Talk recebe alunos da Graduação

A educadora ambiental da Fundação Aury Luiz Bodanese, Samara Arsego, comentou sobre a sua admiração e paixão pela zoologia e o meio ambiente

Escoop Talk recebe alunos da Graduação

A gerente de Desenvolvimento de Negócios do Sicredi, Fabiane Lenhart, compartilhou sua experiência na cooperativa de Crédito

Compartilhar: